quarta-feira, 31 de março de 2010

Once in a lifetime experience

I can't really explain it, I haven't got the words.

It's a feeling that you can't control.

I suppose it's like forgetting, losing who you are.

And at the same time something makes you whole.

It's like that there's a music playing in your ear.

And I'm listening, and I'm listening, and then I disappear.

And then I feel a change, like a fire deep inside.

Something bursting me wide open, impossible to hide.

And suddenly I'm flying, flying like a bird.

Like electricity, electricity.

Sparks inside me, and I'm free. I'm free.



Depois de andar mais de uma hora sozinha na 7th Ave e Times Square, comprar uma ou duas coisinhas na H&M e esperar uma amiga na chuva, conseguir ingressos pela metade do preço para assistir "Billy Elliot - The Musical" na Broadway, cinco minutos antes da peça começar, é uma forma perfeita de terminar uma viagem de final de semana em Nova York!

Correr que nem louca para chegar a tempo e mesmo assim pegar a peça dois minutos depois de ter começado não é NADA perto da experiência que está prestes a vivenciar. O elenco leva a risca o ditado "Quem sabe faz ao vivo", e a osquestra em baixo do palco com maestro e tudo é de cair o queixo - ou, talvez, encantar os ouvidos.

Não é todo dia que você vê dois meninos - entre eles o Billy, é claro - que interpretam, cantam, dançam e sapateiam melhor que gente grande. O que me fez pensar o tempo todo como deve ser a sensação de se ter 10 anos e ser a estrela principal de um espetáculo da Broadway. Coisa básica. É desafiador assisti-los e conseguir sair do teatro sem se apaixonar por eles.

Sem contar o grupo de bailarinas de primeira e o sotaque - perfeito - britânico de todo o elenco. É como se um filme acontecesse na sua frente, ao vivo. O palco é dividido em partes que se movem, abrem, sobem, descem, aparecem pelas laterais, desaparecem. Você ri, você chora...

Para quem estava nos EUA há pouco mais de um mês, ver "Billy Elliot" na Broadway foi a melhor experiência até agora nesse país. Melhor a ponto de chorar que nem criança quando a peça acabou, desacreditada por ter presenciado algo tão lindo e emocionante. É realmente fantástico.

Brenda

PS: O vídeo do Youtube é com os atores da temporada anterior. Eu assisti os atores Alex Ko, como Billy, e Jake Evan Schwencke, como Michael.

Um comentário:

Camila disse...

REALMENTE, assistir QUALQUER coisa na broadway pode ser a melhor coisa qe se faz em ny!